QUEM NÃO TEM COLÍRIO?!

Perceber sentidos do caos é ordenar  desordens  num sistema de profundidade, onde a desordem superficial é mais tolerável que a desordem mais profunda, já que tudo que é profundo pesa mais na direção  do fundo. Que agradável pensamento que sugere  palavras flutuantes E mergulhantes  na respiração  alegre do aquário formado de cadernetas de anotações, rascunhos, livro do Cortázar, caneta, roteador, tela, teclado, meus dedos, óculos caídos no nariz e minha voz falando cada palavra tendo  como fundo a música da manipulação eletroacústica,  Demasiado céu de Michel Redolfi e, depois,  as peças Mercabá, Assiyá e Tzimtzum, da Cabala de Mauro Muszkat sobre o atril do piano de Sérgio Vila Franca,  sob a água psíquica dos rios, lagos e cachoeiras, dos mares, dos poços das geleiras,  que estão no céu e no inferno (debaixo da terra) e da   água mineral,  que bebo num gesto de sede em meu espaço íntimo de sujeito formado  com palavras e espírito, que buscam tendências para um fenômeno sem qualquer qualidade de consciência daquilo que é percebido pelos românticos prazeres perfeitos. Tudo é repetição da ideia atemática fora do caos da contingência na ordem de uma trajetória do olhar  que se ilude esquivando-se da inevitável oposição da ordem da linguagem  com  a expressão líquida do colírio,  que não existe  caindo  no meu aquário do olhar.

Tags: , , , , , , , ,

Uma resposta to “QUEM NÃO TEM COLÍRIO?!”

  1. AntimidiaBlog Says:

    Republicou isso em REBLOGADOR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: